BACELAR, Manuela

De WikiEducacao

Imagem:imagem2.jpg


Nome do autor: Manuela Bacelar


Data de nascimento: Nasceu em Coimbra em 1943


Formação Académica: Realizou os seus estudos secundários na Escola de Artes Decorativas Soares dos Reis, no Porto e concluiu o curso de Ilustração em Praga, na Escola superior de Artes Aplicadas.


Situação profissional:

Reside na cidade do Porto desde 1971 e dedica-se à ilustração desde 1988, tendo ilustrado mais de meia centena de livros com textos da sua autoria, colaborando também com diversas editoras nacionais e estrangeiras. É considerada uma das mais importantes ilustradoras contemporâneas, contando já com muitas exposições individuais e coletivas. Dedica-se essencialmente à literatura para crianças, tendo vindo a afirmar-se, enquanto pioneira na criação de álbuns infantis em Portugal, sendo autora e ilustradora da maioria das suas obras.




Manuela Bacelar conta já com vários prémios e nomeações:


Em 1990, em títulos como “O Dinossauro” (Figura 1), “O meu avô” (Figura 2) em que foi nomeada para o prémio Octognes em França.


Em 1992, faz parte da lista de Honra do Prémio Paolo Vergero da Universidade de Pádua.


Em 1994, obteve o Prémio Octognes para um dos melhores livros estrangeiros publicados em França, “Mon Grand Pére” (Figura 3), com texto e ilustrações da sua autoria.


Em 1996, obteve o Prémio de Ilustração do Ministério da Cultura/IBBY pelas ilustrações de “A Sereiazinha” (Figura 4) (de A.C. Anderson). Foi também seleccionada pela Biblioteca Internacional de Munique para a Exposição Waith Ravens.


Em 2000, recebe o Prémio António Botto de Literatura Infantil, pela sua produção artística em “A Borboleta Leta” (Figura 5) (de Maria de Lurdes Soares).


Participa regularmente em Bienais de Ilustração – Barcelona, Bratislava e Belgrado - , tal como em Exposições Internacionais de Ilustração – Itália, Aústria, Espanha, França, Singapura, Japão, Eslovénia, etc., tendo sido selecionada pela Diesertina Veriag para o livro “Modernos Ilustradores Europeus”.


Conheceu um prestígio indubitável no panorama literário português para a infância, com as suas ilustrações, em “Silka” (Figura 6) (de Ilse Losa 1989), em que foi premiada em 1989, com a Maçã de Ouro da Bienal Internacional de Bratislava, e em 1990, com o Prémio GulbenKian de Ilustração.


Escritora e ilustradora de merecida distinção, Manuela Bacelar, já assinou mais de cinquenta obras publicadas não apenas em Portugal, como também na França, Japão, Marrocos, Líbano e Dinamarca.


Manuela Bacelar, é já conhecida do público português, nomeadamente das crianças. Ilustradora de renome, é autora e co-autora de alguma das obras incontornáveis de Literatura Infantil.


Figura 1

Imagem:Imagem4.jpg

Livro que conta o quanto é maravilhoso o nosso avô.


Figura 2

Imagem:Imagem5.jpg

Livro que conta a história das «gentes» de uma aldeia, que a dado dia se apercebem que vivem por cima de um dinossauro.


Figura 3

Imagem:Imagem6.jpg

Tradução francesa do livro “O meu Avô”.


Figura 4

Imagem:Figara7.jpg

A famosa história da pequena sereia.


Figura 5

Imagem:Imagem8.jpg

Livro que conta a história de uma borboleta que tinha todas as cores do mundo e que amava o calor e a liberdade de voar de flor em flor.


Figura 6

Imagem:Imagem9.jpg

Livro que conta a história de uma menina chamada Silka que foi obrigada a casar com uma estranha criatura (meio cobra, meio peixe) que habitava nas profundezas do mar.




Bibliografia escrita e ilustrada por Manuela Bacelar


(1976), Consola-te. Porto: Edições Afrontamento;

(1989), Este é o Tobias. Porto: Porto Editora (Colec. Tobias, 1);

(1989), Tobias fantasma. Porto: Porto Editora (Colec. Tobias, 2);

(1990), O dinossauro. Porto: Edições Afrontamento;

(1990), O meu avô. Porto: Edições Afrontamento;

(1990), Tobias, os sete anões e etc.. Porto: Porto Editora (Colec. Tobias, 3);

(1990), Tobias e o leão. Porto: Porto Editora (Colec. Tobias, 4);

(1990), Tobias às fatias. Porto: Porto Editora (Colec. Tobias, 5);

(1991), Tobias encontra Leonardo. Porto: Porto Editora (Colec. Tobias, 6);

(1991), Tobias e as máquinas de Leonardo. Porto: Porto Editora (Colec. Tobias, 7);

(1992), Tobias do lado de lá do arco-íris. Porto: Porto Editora (Colec. Tobias, 8);

(1992), Tobias “o que eu passei para chegar aqui!”. Porto: Porto Editora (Colec. Tobias, 9);

(1995), Plok, uma história de água. Porto: Câmara Municipal, Programme Med-Urds- Réseau Med-Water;

(1996), Era uma vez a Bublina. Porto: Desabrochar (Colec. Bublina, 1);

(1996), Bublina e as cores. Porto: Desabrochar (Colec. Bublina, 2);

(1998), O meu pai. Lisboa: ME-DEB-GEDEPE;

(1998), Clara. Lisboa: Ministério da Educação;

(2004), Sebastião. Porto: Edições Afrontamento;

(2005), Bernardino. Porto: Edições Afrontamento;

(2008), O livro do Pedro. Porto: Edições Afrontamento




Bibliografia Ilustrada por Manuela Bacelar


Andersen, Hans Christian (1982), O rouxinol. Porto: Asa (Trad. Ilse Losa).

(1995), A sereiazinha. Porto: Afrontamento (Trad. Ribeiro da Fonseca).

Andrade, Eugénio de (1976), História da égua branca. Porto: Asa.

(1986), História da égua brava. Porto: Asa, 1986.

Araújo, Matilde Rosa (1984), O reino das sete pontas. Lisboa: Horizonte.

(1990), O passarinho de Maio. Lisboa: Livros Horizonte.

(1994), As fadas verdes. Porto: Civilização.

Azevedo, Flora (1991), Ninho de sonhos. Porto: Porto Editora.

Balté, Teresa (1990), O país azul. Porto: Porto Editora.

Beckford, William (1983), História do califa Vathek. Porto: Afrontamento (Trad. Mário Cláudio).

Cardoso, João Paulo Seara (1988), O arquitecto chinês. Porto: Asa.

Carlos, Papiniano (1989), A viagem de Alexandra. Da magia ao prodígio: breve história do sangue – Serviço de Hemoterapia do Instituto Português de Oncologia do Porto. Porto: Porto Editora.

Collodi, Carlo (1994), As aventuras de Pinóquio. Lisboa: Caminho (Trad. José Colaço Barreiros).

Dacosta, Luísa (1977), Teatrinho do Romão. Porto: Figueirinhas (Il. de Jorge Pinheiro e Manuela Bacelar).

(1993), Lá vai uma... lá vão duas.... Porto: Civilização.

Fernandes, Francisco Barata (1976), As pernas mágicas. Lisboa: Diabril.

Figueiredo, Otílio (1982), Era uma vez...: contos para crianças. Vila Real: Setentrião.

Figueiredo, Violeta (1992), Fala bicho. Porto: Asa.

Himmel, Adolf (1986), Frederico octópode. Porto: Asa (Trad. Ilse Losa e Atónio Fonseca).

Letria, José Jorge (1993), António e o principezinho. Porto: Desabrochar.

Lisboa, Irene (1993), Queres ouvir? Eu conto: histórias para maiores a mais pequenos se entreterem. Lisboa: Presença.




Bibliografia


"Casa da Animação" (2007), em http://casa-da-animacao.blogspot.com/2007/05/manuela-bacelar.html. Acedido a 22/10/2011

“Obras ilustradas/escritas por Manuela Bacelar”, Serviço de Orientação da Leitura, em http://www.casadaleitura.org/portalbeta/bo/documentos/biblo_manuela_bacelar_a.pdf. Acedido a 22/10/2011

“O livro do Pedro”, “(MARIA DOS 7 AOS 8)”, Edições Afrontamento, em http://www.edicoesafrontamento.pt/destaques.html. Acedido a 22/10/2011


Imagens retiradas de:

http://www.trampolimedicoes.pt/I_manuela.html

http://www.edicoesafrontamento.pt/Componentes/destaqueslermaisconteudo.html

http://www.livrariacandelabro.com/ctemasli.htm

http://www.entreculturas.pt/Bagagem.aspx?to=124

http://mundocasaldelo.blogspot.com/2011/05/silka-ii.html

http://www.priceminister.com/offer/buy/626532/Bacelar-Mon-Grand-Pere-Livre

Ferramentas pessoais